Deformidades dos Dedos Menores

As deformidades dos pés mais comuns são dedos em martelo ou dedos em garra. São deformidades complexas, que afetam as articulações destes dedos, podendo ser flexíveis ou rígidas.

Cada uma das deformidades pode criar calosidades, vermelhidão, inchaço e ,em casos mais graves, até mesmo uma ferida pode se desenvolver. É importante notar que os calos não são um problema de pele, e sim consequência de uma deformidade óssea. Eles se desenvolvem porque a pele está sofrendo atrito com o solo ou seu calçado.

Existem pés com algum tipo de predisposição para desenvolver essas deformidades. Pessoas com joaneteshalux rígidos, pés chatos ou cavos são mais propensas a desenvolver esses problemas.

Outras causas são dedos excessivamente longos, desequilíbrio tendíneo, traumas locais, diversos tipos artrites e doenças neuromusculares. Com o tempo, uma alteração mecânica, associada ao uso de calçados, aumentam as deformidades. As mulheres são mais freqüentemente afetadas, provavelmente por causa do tipo de sapato que utilizam (saltos altos e estreitos)

Quais são os sintomas?

A gravidade da deformidade não pode correlacionar-se com o grau da dor. Por exemplo, um dedo do pé martelo ou garra que parece grave pode não apresentar dor, enquanto deformidades aparentemente leves podem ser incapacitante.

Os calos geralmente se desenvolvem nos dedos dos pés devido ao atrito do sapato nessa área. Esta fricção do sapato pode gerar um tecido inflamado e vermelho em cima das articulações, que são bastante dolorosos. Inicialmente, as deformidades são flexíveis e podem ser tratadas com medidas mais simples. Porém, se não tratadas, estas podem se tornar rígidas. Conforme o tempo passa, a dor pode se intensificar e alterar a marcha, limitando as atividades e uso de sapatos fechados.

As deformidades dos dedos menores por vezes, podem ser causadas ou agravadas por uma joanete. Quando o dedo maior (hálux) começa a se desviar para fora, “empurra” os outros dedos, principalmente o segundo dedo, para cima e para fora.

Quais são as opções de tratamento?

Quando dedos em martelo e dedos em garra estão causando dor leve, a solução mais simples de tratamento é se adaptar a um sapato mais flexível e amplo, permitindo maior espaço para os dedos dos pés para se acomodarem. Isso inclui saltos mais baixos, o couro mais macio, caixas anteriores mais amplas e tênis de ginástica.

Quando as deformidades são dolorosas, a correção cirúrgica deve ser discutido em consulta. Quanto maior for a deformidade que se desenvolve, mais complicada torna-se a cirurgia. Os pacientes que têm seus dedos em martelo sintomáticos e dedos em garra corrigidos antes destes se tornarem rígidos tendem a ter maior satisfação após o procedimento. Uma consulta e exame físico adequados são essências para discutir as possibilidades cirúrgicas.

As técnicas minimamente invasivas são apropriadas para uma grande parte dos casos. Com esta técnica, é possivel corrigir as deformidades através de incisões pequenas, sem necessidade de fixação com parafusos ou pinos. Discutiremos a melhor conduta para cada tipo de deformidade.

Consultório no Ibirapuera, Dra Fernanda Catena, Ortopedista e Traumatologista, Especialista em Cirurgia do Pé e Tornozelo

Avaliações

Via Comentários do Google

A Dra. Fernanda é atenciosa e muito investigativa. Ela aborda todos os fatores da vida e rotina do paciente que extrapolam simplesmente as dores e queixas. O tratamento também reflete essa abordagem, recomendo fortemente a dra. Fernanda, estou muito satisfeita com meu tratamento.

Erika Amigo

Não tem nem palavras pra descrever a Dra Fernanda. Ela é sensacional, incrivel, uma médica que realmente sabe o que está falando, te trata com muito carinho e atenção. Não desiste de vc de forma alguma. Antes de achá-la fui em diversos médicos que já não sabiam o que fazer (e nem tinham interesse)...

Paula Lobo

Ah que médica maravilhosa ! Já havia passado com ela há anos atrás mas fazia tempo que não conversávamos ! Ela fez uma extensa entrevista e me passou extrema confiança e empatia ! A maneira de tratar o doente como um ser e não como uma doença é simplesmente o máximo...

Flavia Guimaraes

Fiquei muito satisfeita com minha primeira consulta com Dra Fernanda Catena. Profissional que sabe ouvir, qualidade rara na maioria dos profissionais. E em especial, que tem um pensamento ampliado sobre o paciente, levando em conta a complexidade de diversos fatores...

Sandra Freitas

    ENTRE EM CONTATO

    Ibirapuera
    Alto de Pinheiros

    Formada em medicina na UNIFESP – Escola Paulista de Medicina, continuei minha formação no mesmo serviço, me especializando em Ortopedia e Traumatologia e, a seguir, Cirurgia de Pé e Tornozelo.

    Desenvolvido com ❤ por Avner Soluções Informatizadas | (11) 4243-1168
    2021 © Fernanda Catena. Todos os Direitos Reservados.